A série de entrevistas “Nova Forma de Trabalhar”  aborda os desafios e incertezas no atual ambiente de negócio, com foco na mudança para uma força de trabalho do futuro mais ágil.

Ouvir na Apple ou Spotify
Neste episódio, falámos com Martin Smit, Diretor Global de Soluções de Compensação na Takeda, sobre IA Generativa na função de rewards, as oportunidades para a IA Gen melhorar a eficiência e a produtividade, bem como ideias para ajudar os colaboradores a sentirem-se mais confortáveis com as ferramentas de IA.  

Momentos interessantes:

  • Tornar a IA Gen prática

    A IA Gen é uma tecnologia abstrata. No momento em que começa a falar de exemplos práticos, as pessoas dizem, “eu não pensei nisto desta forma”. Acredito realmente que a chave [para aumentar a adoção] passa por oferecer exemplos práticos e de utilização em vez de mantê-los muito abstratos.
  • Melhoria na produtividade

    Alguns projetos podem demorar meses, mas a IA pode realmente acelerar alguns destes. Nem sempre significa que o projeto será muito mais rápido porque vai usar parte do tempo que poupou para validar e ajustar o resultado final.
  • Melhoria na tomada de decisões

    Acredito definitivamente que a função de rewards e outras funções dentro das empresas mudarão nos próximos 5 ou 10 anos. As decisões mais fáceis serão executadas de forma mais rápida e eficiente, e ajudarão os decisores a tomar decisões mais bem informadas, estruturando as opções de informação de uma melhor forma.
  • Funções analíticas

    Hoje em dia, muitas funções analíticas e juniores podem ser executadas pela IA dentro de alguns anos e, definitivamente, até 2030. Mas se começarem a preocupar-se com o facto de poder deixar de existir funções analíticas, acredito que esta não será uma preocupação a ter em conta. Ainda acho que estas funções vão continuar a existir, mas existirão com diferentes conjuntos de competências.

Mais episódios desta série

    Produtos relacionados para compra
      Soluções relacionadas
        Perspetivas relacionadas