Atraia e retenha talentos de topo ao promover a remuneração com base em competências

A gestão ágil da força de trabalho requer a identificação, manutenção e mobilidade de talento qualificado. O avanço das práticas de remuneração por competências podem garantir talentos de topo com um custo competitivo e ajudar as empresas a prepararem-se para o futuro.

Desafios

  • É difícil atrair e reter as competências necessárias para se transformar para o futuro.
  • Os nossos métodos tradicionais de remuneração não estão alinhados com os novos requisitos de agilidade e flexibilidade da força de trabalho.
  • A falta de transparência nos nossos programas de remuneração é um obstáculo para criar um clima de confiança dos colaboradores na organização.
  • Não sabemos quais as competências que são mais valiosas e estamos preocupados com o facto de estarmos a pagar em excesso ou pouco pelas competências erradas.
Repensar os planos de remuneração é um dos cinco principais pontos da agenda dos RH, com 36% dos inquiridos a referirem-no como prioridade.

O conjunto de aplicações Skills-Edge da Mercer podem ajudar a remunerar com base em competências

As práticas de remuneração com base em competências podem levar a uma maior atração e retenção de competências críticas. Além disso, podem fortalecer e reforçar iniciativas de outras pessoas, como o planeamento da força de trabalho, gestão de desempenho e desenvolvimento de carreira. Os produtos da Mercer que podem apoiar as decisões sobre remuneração com base em competências incluem:

Biblioteca sobre competências

Construir os alicerces para a tomada de decisões com base em competências.

Saiba mais sobre a Biblioteca de Competências

Skills pricer

Determine quais as competências mais valiosas para a sua organização.

Visite a nossa loja online agora

Planificador de remuneração de competências

Reinvente a compensação com a remuneração com base em competências.

Download do  Skills pay planner overview

Conheça as nossas abordagens à remuneração com base em competências

Nesta série de entrevistas, vários consultores da Mercer falam com executivos da IBM sobre o percurso que a IBM fez para planear e adotar uma abordagem de remuneração baseada em competências.

O que levou a IBM a incluir as competências nas decisões de remuneração?

Quem foram os stakeholders mais importantes e como construíram o argumento económico?

Como geriram a transição e a mudança em toda a organização?

Quais foram os impactos na empresa e como foram afetadas as práticas de recrutamento e retenção?

Como associaram o programa de avaliação de desempenho ao programa de remuneração com base em competências?

O programa de remuneração com base em competências trouxe uma mudança remuneratória em todos os grupos de funções, incluindo as soft skills?

Como reagiram os colaboradores à transição?

Como veem o futuro do desenvolvimento da remuneração com base em competências?

Apenas 12% dos inquiridos afirmam monitorizar de forma formal a procura de competências no mercado, mas este número tem aumentado rapidamente com o acesso a novas fontes de dados e tecnologia.
Soluções relacionadas
    Análises relacionadas