Diversidade, equidade e inclusão: A fundação para o sucesso económico e um mundo mais inclusivo 

Successful businesspeople smiling happily during a meeting in a creative office. Group of cheerful business professionals working as a team in a multicultural workplace.

A diversidade, equidade e inclusão (DEI) é a principal prioridade para organizações em todo o mundo que reconheceram que uma estratégia DEI com impacto é mais do que um diferenciador — é fundamental para o crescimento e o sucesso.

Neste novo podcast, apresentado pela Mercer na Alemanha, Michelle Sequeira, Responsável de Consultoria em Diversidade, Equidade e Inclusão no Reino Unido e Europa da Mercer, apresenta informações e aborda as questões mais importantes:

  • O que é a DEI e como varia de país para país?
  • Quais são os maiores desafios e prioridades para as empresas?
  • Quais são alguns dos melhores exemplos que podemos encontrar? 
  • Que medidas práticas podem as organizações e indivíduos tomar para melhorar a DEI?

Momentos interessantes da entrevista:

  •  

    "Muitas vezes, para o verdadeiro sucesso, precisamos que a empresa seja proprietária de [DEI], não apenas dos RH. O segundo desafio – ou talvez uma área que não leva necessariamente ao verdadeiro sucesso – é que as organizações tendem a concentrar-se na atração, trazendo apenas essa diversidade para a empresa, em vez de pensarem realmente na promoção e retenção, e na cultura e equidade. O verdadeiro sucesso está a tornar-se um pouco mais holístico nas nossas abordagens. Acredito verdadeiramente que é importante ser intencional nas iniciativas que uma organização coloca em prática, mas também ser baseado em evidências e ter uma estratégia DEI orientada por dados."

     

  •  

    "O que estou a ver como prioridades, não apenas da investigação, mas também dos nossos clientes, é uma necessidade real de ir além do género. 48% das organizações estão, de facto, a tomar medidas para garantir que o perfil da força de trabalho reflete os mercados onde estão a operar... Há uma necessidade real de pensar na proposta de valor que uma organização está a fornecer aos colaboradores e a tornar o mais inclusiva possível – garantindo que há remuneração e equidade na carreira. A prioridade número dois é cuidar dos momentos que importam, baseando-se nessa proposta de valor inclusiva... Por exemplo, ter benefícios inclusivos para todos."

     

  •  

    "90% das organizações procuram maximizar a energia da força de trabalho, concentrando-se realmente nessa peça cultural. Um dos aspetos da perspetiva da DEI em que acredito ser super importante na cultura é focar-me nas capacidades, particularmente começando de cima. Estamos a ver muitas organizações a trabalhar em percursos de liderança inclusivos, não apenas em programas únicos, mas em eventos holísticos ao longo de todo o ano para incorporar verdadeiramente os comportamentos e aprendizagens certos... Há um impacto enorme quando os líderes falam de forma autêntica sobre onde a sua empresa está e o que estão a fazer sobre isso."

     

  •  

    "Três principais conclusões que retiramos da nossa conversa: 1. Utilize uma abordagem orientada por dados. Todos temos preconceitos e mitos. Os dados eliminam esses mitos e ajudam-nos realmente a priorizar as áreas que têm mais impacto. 2. Crie uma estratégia a longo prazo que esteja alinhada com a estratégia do negócio, com base nos dados que acabou de analisar. Não mudaremos nada com essas iniciativas pontuais e ad-hoc. 3. A mudança começa com cada um de nós. Seja qual for a sua função, tem um papel a desempenhar para defender-se a si e aos outros. Por isso, faça a diferença. "

     

Orador convidado:


Ouça o podcast na Apple, Spotify ou Google

Soluções relacionadas
    Análises relacionadas