Salário Digno

Empresas ao redor do mundo têm mudado a forma de aplicar a remuneração e os benefícios, monitorando como a inflação e demais fatores econômicos afetam os padrões de vida de seus colaboradores.

Essas empresas têm reagido para garantir que seus talentos consigam manter uma maior qualidade de vida – o que chamamos de Salário Digno (Living Wage). 

Movimento para uma remuneração justa e responsável

Incentivado pela ONU através do Pacto Global – iniciativa para crescimento sustentável e cidadania – o Salário Digno (ou Living Wage) é um movimento mundial que tem crescido entre empresas.

O conceito desse movimento se refere à remuneração justa e adequada que permite que os colaboradores atendam às suas necessidades básicas e tenham acesso a moradia adequada, alimentação saudável, transporte, itens de cuidados pessoais, entre outros.

Não há um valor único que determine o Salário Digno, pois sua composição considera fatores como custo de vida, condições socioeconômicas e desigualdades existentes na sociedade, que variam de acordo com a localidade. Com sua aplicação, busca-se reduzir a pobreza, combater as desigualdades sociais e promover a inclusão econômica. Isso não apenas beneficia os próprios colaboradores, mas também contribui para o desenvolvimento sustentável e para a construção de uma sociedade mais justa e equitativa.

ESG

O Salário Digno testá relacionado ao "S" de ESG, já que é ligado à garantia de direitos trabalhistas e sociais como, por exemplo, a redução da desigualdade, combate à pobreza e promoção do desenvolvimento econômico. Por isso, tem grande impacto na governança e reputação das organizações, além de também impactar na capacidade de reter e atrair os melhores talentos.

Definições das cestas de Salário Digno da Mercer

As definições de Salário Digno diferem de empresa para empresa, assim como os pacotes de remuneração inseridos no movimento. Confira as cestas disponíveis para aplicação: 
  • Básica

    Aquisição de bens e serviços essenciais para permitir um padrão de vida saudável e funcional. Atende às necessidades práticas dos ambientes básicos dos colaboradores.
  • Intermediária

    Aquisição de bens e serviços necessários para proporcionar um padrão de vida saudável e confortável. Atende às necessidades dos colaboradores em ambientes modestos.
  • Confortável

    Aquisição de bens e serviços apropriados para manter um padrão de vida saudável e confortável, possibilitando gastos adicionais baratos (como lazer e atividades sociais). Ele atende às necessidades dos funcionários em um estilo de vida confortável, mas não extravagante.
Importante: este não é um conceito único, já que o significado de Salário Digno para cada negócio é complexo. A empresa pode adquirir uma ou mais cestas, a depender da necessidade do negócio e da amostra de funcionários.

O que compõe um Salário Digno?

  • Moradia
    • Aluguel
    • Serviços de utilidade pública
  • Bens & Serviços
    • Alimentos e bebidas
    • Telecomunicação
    • Transporte
    • Tabaco e álcool (*)
    • Cuidado pessoal
    • Mobília
    • Roupas
    • Cuidados médicos
    • Lazer (*)
    • Comida fora de casa (*)
  • Reserva
    • Poupança
    • Eventos inesperados
    • Outras despesas

  • Impostos
    • Imposto de renda pessoal hipotético (IR)
    • Contribuições Hipotéticas para a Segurança Social (INSS)
(*) Itens não entram na cesta de Salário Digno Básica

Como podemos ajudar?

Com nossa expertise em remuneração e benefícios, podemos orientar você no processo de implementação de uma remuneração digna na sua empresa.  Veja abaixo:
A Mercer está pronta para auxiliar na aplicação do Salário Digno como estratégia de remuneração na sua empresa. Preencha o formulário abaixo para saber todos os detalhes!

Conteúdos relacionados


    Vamos conversar?

    Caso tenha alguma dúvida ou queira saber mais sobre Salário Digno, preencha o formulário ao lado!